parallax background

A siesta é para os espanhóis

Praia Ribeira do Cavalo Featured
A Polinésia
aqui tão perto
24th July 2018
Esplanadas Featured
As 5 melhores esplanadas da região
30th July 2018
 

Ceder ou não ceder à preguiça que chega depois de almoço?

Esta é muitas vezes a questão. A seguir a uma boa refeição vem de mansinho aquela moleza que nos empurra vertiginosamente para o sofá mais próximo. Mas a siesta é para os espanhóis porque em Setúbal há muito que fazer.

Vamos a pé, para ajudar na digestão!

Itinerário:
1. "Choco Frigideira"
2. Vicci
3. Centro Interpretativo do Roaz do Estuário do Sado
4. “As Gordas”
5. Miradouro de São Sebastião
6. Museu do Trabalho Michel Giacometti
7. Roof61

Duração:
  • 70%

Veja aqui o percurso
 

1. “Choco Frigideira”
A selfie da fuga

Seguindo a tradição do presidente Marcelo, começamos o passeio com uma selfie que deixa ver o choco (do artista Zé Nova) que foge da frigideira, no lado poente da avenida Luísa Todi, junto à zona de acesso às praias e ao conhecido restaurante “Adega Léo do Petisco”.

 
 

2. Vicci
Hora da sobremesa

Rumamos ao centro da cidade onde fazemos uma curta pausa para um gelado, afinal ainda não comemos a sobremesa! Na creperia e geladaria Vicci não resistimos ao crocantino, embora haja um sem número de sabores deliciosos.

 

3. Centro Interpretativo do Roaz
Conhecer os golfinhos

Setúbal inaugurou este ano, a 5 de junho, um espaço dedicado à comunidade de golfinhos que reside no Sado. O assunto merece uma passagem pela Casa da Baía (um edifício do século XVIII que só por si vale a visita) onde está agora instalado o Centro Interpretativo do Roaz do Estuário do Sado.

 

4. “As Gordas”
Em modo Marcelo

Quando fazemos um roteiro sentimo-nos à descoberta, imparáveis… assim a fazer lembrar o já citado e frenético presidente Marcelo. Por falar nisso, vai mais uma coleção de selfies com “As Gordas”? A “Menina da Mala”, na avenida Luísa Todi, a “Menina da Cadeira”, no Largo Francisco Soveral (antigo Largo da Ribeira) e a “Dolce Vita”, no Largo da Misericórdia, são três esculturas da autoria de João Duarte que embelezam o centro histórico.

 

5. Miradouro de São Sebastião
Tempo para ver as vistas

Subindo a rua Arronches Junqueiro, e depois de passar pela Porta de São Sebastião, está um dos miradouros mais bonitos da cidade. Até lá chegar há pequenos detalhes que merecem atenção, como as pedras pintadas da calçada, ou a galeria e loja Maria Pó, onde encontramos, entre outras peças, réplicas dos famosos Pasmadinhos, esculturas cerâmicas de figuras típicas da região, da autoria de Elsa Rodrigues que estão no Jardim do Bonfim.

 

6. Museu do Trabalho
Conhecer as artes e ofícios

E já que estamos por perto, temos de visitar um dos cinco melhores museus de 2018, segundo a Associação Portuguesa de Museologia. É a antiga fábrica de conservas de peixe Perienes que alberga o Museu do Trabalho Michel Giacometti. O espaço é inteiramente dedicado ao património industrial e ofícios urbanos ligados ao comércio, serviços, antigas fábricas de conserva e litografias do concelho de Setúbal. Conta ainda com uma coleção de alfaias agrícolas e de ofícios tradicionais.

 

7. Sunset no Roof61
Ver o sol adormecer

Com o dia a querer chegar ao fim, descemos de novo à Luísa Todi. No último andar do Fórum Municipal está o Roof61, um bar panorâmico com cocktails imperdíveis e uma paisagem de cortar a respiração. De copo na mão,com o rio Sado, a Serra da Arrábida e a Península de Tróia como companhia, apreciamos o pôr-do-sol e desejamos que todos os dias sejam tão bons como este.