parallax background

Forte de São Filipe
A melhor vista sobre a baía

Rio Art Featured
À conquista de Tróia
18th July 2018
Praia Ribeira do Cavalo Featured
A Polinésia
aqui tão perto
24th July 2018
 

Tem forma de estrela, meia tosca, assim como aquelas que surgem na capa do livro “O Principezinho”, de Antoine de Saint-Exupery.

Parece que foi ali desenhado por uma criança, no meio do verde e que se ergueu à beira do azul imenso. Mas o Forte de S. Filipe não é obra do acaso nem resulta de uma qualquer imaginação pueril. Datado do século XVI, e construído por ordem de Filipe I (1527-1598), foi milimetricamente pensado para proteger a cidade e o rio dos ataques inimigos.

De ar austero, esta fortaleza filipina é hoje um dos espaços mais aprazíveis de Setúbal. E tem a melhor vista sobre a baía. Daqui não lhe escapa nada. Não se esqueça que era deste ponto que os navios dos pirata, sobretudo os que vinham do Norte de África, eram avistados e , muitas vezes, neutralizados!


O Castelo de Santelmo, em Itália, serviu de inspiração.

A estrutura militar começou a ser construída em 1582 na presença do próprio rei. A planta desenha uma estrela de seis pontas, que tem o mesmo número de baluartes, e se adapta ao terreno acidentado.

Para chegar à melhor das vistas é necessário passar na porta fortificada que rasga a pedra. Feita de madeira, está envolta em muros altos e dá acesso a uma entrada ampla com decoração medieval. Recentemente requalificado, o espaço serve também para a promoção do turismo da região.

 

Segue-se uma enorme escadaria de pedra, ladeada por quadros cuja contemplação ajuda a disfarçar a dureza da subida.

Quase no topo, encontramos à esquerda uma pequena e lindíssima capela joanina. As paredes e a abóbada revestem-se de azulejos azuis e brancos, alguns narram a vida de São Filipe. As peças são assinadas e datadas por Policarpo de Oliveira Bernardes em 1736.

Quem sai da capela e sobe mais dois ou três degraus pousa os olhos numa paisagem deslumbrante. Setúbal fica a Este, o Sado e Tróia estão a Sul e a Arrábida a Oeste.

Para quem quer prolongar a sensação de olhar para o infinito, há moinhos por perto que podem ser alugados para dormir. Já pensou o que é acordar com uma vista destas?