parallax background

Memórias e histórias das festas do mar reveladas em exposição

By the Wine:
vinhos muito bem acompanhados
3rd August 2019
Esta Sublime Comporta
6th August 2019
Publicidade
Vertigem MREC #2
 

O tempo passa. A tradição mantém-se, a devoção e o amor ao mar também. Setúbal é desde sempre uma cidade fortemente ligada ao mar e isso não é novidade para ninguém.


A fé, a vida no mar e as suas gentes são elementos indissociáveis da história setubalense. E, por isso, não poderiam deixar de estar presentes nas imagens da exposição “Festas do Mar”, que reúne registos fotográficos do Novo Círio de Nossa Senhora da Arrábida, da Festa do Senhor Jesus do Bonfim e da Festa de Nossa Senhora do Rosário de Tróia.

Pela lente de José A. Carvalho, a mostra fotográfica sobre as festas que homenageiam e fortalecem as tradições marítimas na cidade de Setúbal apresenta 22 registos no mar, dentro de igrejas e conventos, ruas e avenidas de Setúbal, que podem ser vistos até ao dia 15 de Setembro no Museu do Trabalho Michel Giacometti.

 
 

As imagens expostas são resultado do trabalho que José A. Carvalho tem vindo a desenvolver ao longo do tempo, dedicando-se desde 2010 a fotografar as festividades com regularidade e a acompanhar de perto a alma e a dinâmica destas três celebrações religiosas que a comunidade piscatória setubalense oferece e partilha com o rio.

Desvendando e partilhando aspetos da história de cada uma das festas, que acontecem em terra e no mar, na exposição é perfeitamente retratada “a profunda devoção das gentes do mar”. Através das fotografias, entre memórias e histórias, pode ainda ficar a conhecer alguns dos rituais de fé praticados, “realizados ao longo dos séculos, antes ou depois das saídas para o mar, em que os marítimos pedem ajuda divina para uma boa faina ou agradecem a chegada a terra sãos e salvos”.

 

Organizada pela Câmara Municipal de Setúbal, a exposição “Festas do Mar” foi inaugurada no dia 6 de julho e pode ser visitada gratuitamente de terça a sexta-feira, das 09H00 às 18H00, e aos sábados e domingos entre as 14H00 e as 18H00. E, se ainda não conhece o museu, aproveite e faça a visita completa! A entrada tem o valor de 1,5€.

 
Artigo escrito por Inspire Culture Lover