parallax background

Mar ao Largo
Neste restaurante pode mergulhar nos sabores do mar

8th February 2019
Há um novo doce feito com maçã riscadinha que é um mimo
7th February 2019
Setúbal 10 years challenge
11th February 2019

O conceito é o mar. Neste restaurante navega-se em sabores de qualidade à bolina de iguarias cozinhadas a preceito. Prepare a garrafa e as barbatanas, vamos mergulhar no Mar ao Largo!


Este recentíssimo restaurante (aberto desde outubro) está no Largo da Ribeira Velha, em Setúbal. A ementa, original e criativa, tem como fornecedor principal o mar. O peixe é fresco, vem do Mercado do Livramento mas não é assado. É antes confecionado com arte pelo jovem chef Mauro Loureiro, formado na Escola de Hotelaria de Setúbal.

Pedro Gaivéu e Pedro João são sócios na vizinha Taberna do Largo e desafiaram Joel Saraiva, proprietário de uma “pedra” (banca) no “mercado mais bonito do mundo” para ser o homem do leme deste espaço. E assim se traçou a rota desta carta de navegação: um expert, dois apaixonados e um conhecedor exímio do produto. O destino só podia ser a excelência.

Morada:

Largo Dr. Francisco Soveral, 26

Preço:
Distancia ao centro:

  • 5%
Publicidade
Vertigem MREC #2

O conceito é o mar. Neste restaurante navega-se em sabores de qualidade à bolina de iguarias cozinhadas a preceito. Prepare a garrafa e as barbatanas, vamos mergulhar no Mar ao Largo!


Este recentíssimo restaurante (aberto desde outubro) está no Largo da Ribeira Velha, em Setúbal. A ementa, original e criativa, tem como fornecedor principal o mar. O peixe é fresco, vem do Mercado do Livramento mas não é assado. É antes confecionado com arte pelo jovem chef Mauro Loureiro, formado na Escola de Hotelaria de Setúbal.

Pedro Gaivéu e Pedro João são sócios na vizinha Taberna do Largo e desafiaram Joel Saraiva, proprietário de uma “pedra” (banca) no “mercado mais bonito do mundo” para ser o homem do leme deste espaço. E assim se traçou a rota desta carta de navegação: um expert, dois apaixonados e um conhecedor exímio do produto. O destino só podia ser a excelência.

Morada:

Largo Dr. Francisco Soveral, 26

Preço:
Distancia ao centro:

  • 5%
Publicidade
Vertigem MREC #3
 

Como petiscos há sugestões como bhajis de bacalhau (6,5€) ou peixinhos da horta (5€), mas também ameijoas (15€), mexilhões de escabeche (8€) e lambujinhas do mar (8€).

O risotto de choco (14€) já é um dos pratos mais procurados, mas do menú faz parte um delicioso linguado de baunilha (13€), além de lulas com chips de alho (13€) ou tártaro de salmão e lagosta (11€).

Para quem acha que “peixe na puxa carroça”, o chef prepara o prego do lombo (10€) ou o lombo ao largo (15€). Já à “malta com lata”, são servidas conservas como a de filetes de peixe espada preto ou a de fígados de tamboril (6€).

 

Aos vegetarianos, a gerência recomenda o menú “come algas” que apresenta pad thai (10€) ou o prato de tagliatelle spirulina com mole mexicano (9€).

Antes de levantar âncora, pode escolher uma das três sobremesas: mousse de chocolate, tarte de amêndoa ou torta de laranja (3€).

O prato do dia (8€) é sempre de peixe fresco. As doses são generosas e o atendimento é pautado pela simpatia.

 

Tudo isto é servido num ambiente muito cool. Na decoração saltam à vista as várias referências ao mar, navios e indústria conserveira. A esplanada é a estrela do spot. Super apelativa, é coberta com uma estrutura de vidro e ferro onde já funcionou uma antiga florista da Baixa. Nesta linha, também um rendilhado de ferro no balcão, com o nome do restaurante, chama a atenção. E uma das paredes do espaço é parte da antiga muralha da cidade. É surpreendente!

O restaurante não aceita reservas. Navega ao sabor da maré e a viagem é sempre à descoberta. Na dúvida, siga o farol e prenda as amarras por aqui. Vai ser um porto de abrigo. Para voltar. Muitas vezes.